Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas...

15.6.11

A importância do exame de próstata

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |

O assunto é sério: o câncer de próstata é o mais comum entre os homens (apenas superado pelo câncer de pele) e, quando não detectado precocemente, pode levar à morte... 
Prevenir pode significar sua vida! 
De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer), o aumento da incidência da doença está diretamente relacionado ao aumento da expectativa de vida dos brasileiros: calcula-se que em 2020, o homem possa ultrapassar os 75 anos. 
Longevidade é um prêmio, mas precisa ser acompanhada de cuidados com a saúde mais constantes e cuidadosos. 
Para evitar a maioria das doenças, a ordem é sempre a mesma: prevenir. Um retardo no diagnóstico pode ter graves conseqüências para a saúde. A próstata é um pequeno órgão com a aparência de uma castanha, localizado logo abaixo da bexiga. Desenvolve-se pela estimulação da testosterona, hormônio sexual masculino produzido pelos testículos. Produz uma substância que, associada à secreção da vesícula seminal e aos espermatozóides (produzidos nos testículos), dá origem ao esperma ou sêmen. Este líquido garante a sobrevivência dos espermatozóides, que precisam atingir o óvulo para fecundá-lo. 
A próstata pode ser acometida por um tumor benigno ou adenoma, caracterizado pelo crescimento das glândulas prostáticas e conseqüente compressão da uretra, dificultando a passagem da urina. 
Neste caso, os principais sintomas são: vontade freqüente de urinar e jato urinário fino e fraco. O tumor maligno é aquele que avança silenciosamente e esse é o grande problema: não existem sintomas e quando estes ocorrem, o tumor já está em fase avançada. 
Daí a enorme importância dos exames periódicos preventivos após os 45 anos. Importantíssimo e insubstituível, deve ser realizado pelo menos uma vez por ano porque detecta o tumor mesmo na ausência total de sintomas. Neste exame, o urologista avalia a consistência, o tamanho, a mobilidade e a presença de pontos endurecidos e doloridos. Este exame é feito pelo reto porque esta é a única via natural de acesso cuja parede está intimamente ligada à próstata. É realizado através de um exame de sangue e pode estar aumentado tanto no adenoma benigno quanto no câncer de próstata. Por isso que, isolado, ele não exclui a possibilidade do diagnóstico positivo para câncer. 
O sucesso dos tratamentos está relacionado à descoberta precoce da doença. Nos casos iniciais, geralmente faz-se retirada total da próstata e o tratamento é curativo. O médico também pode determinar o tratamento à base de hormônios ou radioterapia. 
Alguns fatores de risco também contribuem para o desencadeamento do câncer de próstata. 
São eles: 
- História familiar(tios, pais e irmãos com diagnóstico positivo para câncer de próstata); 
- Dieta alimentar rica em gordura; 
- Raça(homens negros possuem maior predisposição para desenvolver a doença); 
- Idade(o envelhecimento favorece a incidência da doença). 
Mas, importante mesmo é a prevenção. Deixe o preconceito de lado. 
Visite seu médico periodicamente e não tire conclusões precipitadas a partir de sintomas indefinidos. 
Somente seu médico poderá fazer o diagnóstico correto, orientando para o tratamento e prescrevendo medicamentos, se for o caso.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe