Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas e tudo mais.

Durante o verão, a região Sudeste tem os maiores índices de radiação ultravioleta do Brasil e até de outros países É o que aponta uma pesquisa da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), no sul de Minas Gerais. Foram dez anos de estudos até essa descoberta.
Esse recorde vem da inclinação do planeta. Quando a terra gira inclinada 23 graus, o Sudeste brasileiro é a parte da Terra que fica exposta diretamente aos raios solares.
"O sol passa a pino nessa época do ano e nós temos grandes quantidades de radiação, entre as mais altas dos planeta", afirma o professor Marcelo de Paula Corrêa, coordenador de mestra da Unifei.
Durante o estudo, os pesquisadores brasileiros compararam o índice de radiação ultravioleta na França com o índice registrado aqui no Brasil. Lá, em pleno verão, quando o sol está muito forte, os franceses recebem um índice de, no máximo, nove. No Brasil, com o céu nublado, portanto sem sol, o índice é oito, podendo chegar a dez.
"Por exemplo, tivemos agora, há poucos minutos, um índice superior a dez. É muita coisa. Um índice superior a dez, por exemplo, equivale a uma exposição de dez minutos para causar um dano na pele de uma pessoa mais sensível”, alerta o professor.
A Organização Mundial de Saúde adotou essa escala em 2000. Ela vai de zero a 11, que é de baixa radiação até a extrema, quando o sol deve ser evitado. Existem dois tipos de raios ultravioleta: o UV-A, que penetra mais profundamente na pele e leva ao envelhecimento precoce, e o UV-B, que atinge só a superfície, mas pode provocar doenças de pele e até um câncer.
O filtro solar é o maior aliado, mas ainda é comum encontrar pessoas tomando sol com pouquíssima proteção. No verão, o horário mais indicado para tomar sol é até ás 9hs e depois das 17hs, porque o sol é quente, mas tem menos raios.

Fonte

Siga a Paulinha nas redes sociais.
Facebook
Twitter
Instagram
Pinterest
 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe