Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas...

4.7.11

TABLET - Afinal de contas, para que serve?

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |

Os tablets foram apresentados ao mundo no início de 2010 e, com o lançamento do iPad, ganharam força e prometem ser uma das principais tendências da tecnologia pessoal para os próximos anos.  
Mas afinal, o que é um tablet e o que você pode fazer com ele? Confira a seguir as respostas para essas e outras perguntas sobre tablets. 

O que é um tablet?
Um tablet é um computador em forma de prancheta eletrônica, sem teclado e com tela sensível ao toque. Para ter uma idéia de como é um, basta pensar em um “iPhone gigante”, com tela entre 7 e 10 polegadas. Todos os tablets já vem com conexão Wi-Fi e alguns também usam conexão 3G.

Já posso comprar um tablet?
Sim. No Brasil há dois modelos distribuídos oficialmente, o Galaxy Tab, da Samsung e o iPad da Apple. Fora esses, há dezenas de modelos "genéricos" disponíveis em sites de comércio eletrônico. O número de tablets de grandes fabricantes disponíveis no Brasil deve aumentar nos próximos meses.

Qual o preço?
No Brasil, os preços começam na faixa de R$ 1.600. Nos Estados Unidos, o iPad mais barato custa US$ 500.

Quem fabrica?
Por enquanto, Apple, Samsung, Motorola, Dell e Asus são alguns dos nomes mais famosos. A HP terá seu tablet até junho de 2011.

O que posso fazer com um tablet?
O principal foco dos tablets está no acesso à internet. Navegação na web, e-mail e leitura e edição de documentos simples são algumas das principais atividades que podem ser feitas com eles. Além disso, é possível assistir a vídeos, ver fotos e ouvir músicas.
Devido a limitações de poder de processamento e interface, não é viável trabalhar com programas pesados, como o Photoshop ou abrir arquivos pesados de aplicativos como Word, Excel e PowerPoint.
Outro grande apelo dos tablets são os aplicativos. Esses programas permitem acessar notícias e redes sociais em uma interface mais confortável, entre outras tarefas. Há aplicativos para as mais diversas funções, desde simuladores de guitarra e bateria até programas para ensino de química e biologia. O iPad, da Apple, é o tablet que tem o maior número de aplicativos.

Quais os sistemas usados nos tablets?
No momento, são basicamente cinco. A aposta da Microsoft é o Windows 7, que está em alguns tablets da HP e da Asus voltados principalmente para uso em empresas. O segundo sistema é o Android, do Google, baseado em Linux. Ele está em tablets da Motorola, da Samsung e da Dell, entre outros fabricantes.
Além desses, há o iOS, usado no iPad, da Apple. O quarto concorrente de peso é o webOS. Ele será usado nos tablets da HP, que chegam ao mercado em junho de 2011.
A RIM, fabricante dos celulares BlackBerry, também tem um sistema próprio. Ele é usado no Playbook, tablet que chega aos Estados Unidos em abril de 2011.
Além desses, há muitas variações do sistema Linux criadas por cada fabricante.

Os tablets são similares aos e-readers (leitores de livros digitais)?
No tamanho, sim. Mas as semelhanças param por aí. As telas dos tablets são coloridas e sensíveis ao toque, enquanto as dos e-readers são monocromáticas e não respondem à pressão dos dedos. E-readers servem exclusivamente para ler jornais, livros e revistas, enquanto tablets possuem outras funções.


Fonte

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe