Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas e tudo mais.

18.10.11

O BELO

Postado por Valentyne Boutique Sensual |

O enigmático universo da beleza está presente nos mais singelos detalhes de toda a natureza; está presente tanto no minucioso mundo dos seres vivos, quanto dos inanimados. Em cada ecossistema, em cada grupo social ou cultural, uma diferente e peculiar forma de beleza se manifesta, encantando e enchendo de prazer os olhos daqueles que a apreciam.
Há muitos e muitos anos as diversas populações deste enorme e complexo planeta se preocupam com a beleza. O padrão de beleza existente em cada cultura é responsável por suas características, suas ações, seu reconhecimento e concordância dentro deste grupo.
Único e incomparável, o belo não é nada mais que uma simples harmonia de formas, cores e texturas, que varia de acordo com o momento vivido, de acordo com o ambiente a ser exposto, de acordo com os olhos e com o ponto de vista do observador, seja ele um beija-flor à procura de sua flor, um parasita à procura de seu hospedeiro, uma fêmea à procura do seu macho, um homem da pré-história ou da atualidade, todos possuem seu próprio padrão de beleza.
A natureza apresenta uma infinidade de cores, formas e texturas, que abrigam distintas formas de vida e distintas comunidades, vivendo em harmonia, mas necessitando umas das outras para sua sobrevivência e sucessão. Para tal, esta inusitada beleza presente em cada detalhe, funciona não somente como um ponto para o prazer e admiração, mas também como armadilha para os mais fortes e espertos, que através dela, capturam suas presas, demarcam seu território e grupo social a que pertençam.
A espécie humana é dona de uma variada beleza, com padrões totalmente divergentes tanto de uma época para outra, quanto nas diversas comunidades espalhadas por este planeta.
Muitos povos africanos adotam padrões de beleza totalmente atípicos para nós, como, por exemplo, o uso de argolas de cobre no pescoço das mulheres ou os diversos tipos de ornamentos utilizados nos lábios, línguas e orelhas, além das diversas vestimentas, comidas, danças e demais costumes. Esta inusitada aparência física e costumes próprios representam muito mais que o estereótipo de um indivíduo, mas a verdadeira história e razão existencial de um determinado grupo.
Em um mesmo povo os padrões de beleza variam de acordo com o momento analisado, com a moda em questão e com os diferentes grupos que o constitui. Portanto, o belo é inexplicável, é incomparável, é incompreendido e completamente variável de acordo com o observador e a influência sócio-cultural de seu meio, sendo simplesmente harmônico e saudável.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe