Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas e tudo mais.

16.2.12

É difícil...

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |

É tanta bobagem, tanta vulgaridade, tanta banalidade que cansei...
Cansei... Depois de ler e ver tanta coisa acontecendo e sendo postadas nas redes sociais.
A cada dia que passa a coisa só vem a piorar... O Ser Humano só vem a piorar.
Esse é apenas um texto de minha autoria.
Um desabafo de uma mulher comum como muitas outras...
Como você, como a sua mãe, como a sua irmã, a sua prima...
Apenas leia e reflita.

Bjkas.
Paulinha

-------------------------------------------------------------


É difícil...

É difícil para uma mulher comum viver num mundo onde alguns homens só veem as mulheres como objeto, só veem a aparência física e desprezam a intelectual.
É difícil para uma mulher comum viver num mundo onde os homens olham para as mulheres e só veem a bunda ou os peitos, só as querem para o sexo mais baixo e vulgar para satisfazer as fantasias mais absurdas. 
É difícil para uma mulher comum viver num mundo em que temos que ler nas redes sociais, homens "falando" das mulheres como se todas fossem igualmente vulgares e "piriguetes", postando imagens em que a mulher é tachada como fácil e usável.
É difícil para uma mulher comum viver num mundo em que, se ela não fizer tudo que postam nas redes sociais, que mostram em filmes vulgares, corre o risco de perder o seu homem para uma aventura qualquer com uma mulher vulgar qualquer e, depois ainda aturá-lo pedindo para voltar arrependido dizendo que foi uma aventura qualquer e sem nem pensar nos seus sentimentos.
É difícil para uma mulher comum ser olhada de cima a baixo e ser comparada com aquelas imagens que passam por photoshop e se sentir ridícula. 
É difícil para uma mulher comum viver num mundo onde tem que ser mãe/mulher/ esposa/dona de casa/professora/amiga e amante sem ter tempo para si mesma e ainda sofrer quando se olha no espelho.
É difícil para uma mulher comum estar acima do peso e ser chamada de gorda.
É difícil para uma mulher comum e gorda, ser ridicularizada como se não prestasse para nada.
É difícil para uma mulher comum ser descartada de um dia para a noite por causa de outra.
É difícil para uma mulher comum... Ser uma mulher comum e não especial para o amado.
É difícil para uma mulher comum viver. 

Minha solidariedade a todas as mulheres comuns...



------------------------------- Paula R. Cardoso Bruno

10 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom esse texto. Realmente é muito difícil para uma mulher comum se destacar, nessa sociedade machista e preconceituosa. Não é fácil, mas com muita garra e força de vontade, conseguimos. Parabéns pelo texto. De sua amiga Solange.

Sonia Salim disse...

Paulinha, há milhares de mulheres comuns felizes, e muitas das consideradas especiais, nas maiores depressões.

Abraços, querida!

@soniasalim

Alexandre Taissum disse...

Antes de tudo, essa mulher comum tem que se amar profundamente e eternamente, daí ela será “diferenciada” das outras não comuns e, para um homem que procura uma mulher comum, verdadeira, de sentimentos reais e de bons modos, a amará profundamente e eternamente também.
A atitude chave dessa questão é ser “diferenciada”, conservando seus valores e impondo o seu respeito, trazendo para si o homem certo para compor um casal absoluto.
Espero que eu tenha transmitido a visão de um homem que enxerga o interior de uma mulher comum como sendo único, sensível e profundamente amável.
Paulinha, beijos pra você e pra todas as mulheres comuns que merecem o meu respeito...

Anônimo disse...

Pelo jeito simples de perceber o mundo e pelo senso crítico demonstrado, tenha certeza de uma coisa: você não é uma mulher comum. É ESPECIAL ! Abraços!!!

@Oliveira_ze

Paulinha disse...

Sônia.
Realmente há centenas de milhares de mulheres comuns felizes, graças a Deus. Mas existe igualmente centenas de milhares que sofrem desse jeito.
Amar é complicado...
Amar é doação.
O amor nos cega. Na verdade, muitas vezes o amor é cego, burro e muitas vezes idiota (rsrsrrs).
Amar quem não lhe merece é pior ainda... Aí entra o ponto em questão. É difícil para essa mulher comum amar quem não a enxerga como especial, quem não a merece. Homens que só veem a capa e esquecem do conteúdo. Homens que acreditam na ilusão de photoshops da indústria da moda e da TV, que nos vende uma imagem falsa, imagem de mulheres lindas e famosas felizes, o que muitas vezes não são.

Escrevi esse texto depois de conversar com umas amigas e ver nelas esse tipo de sofrimento. É difícil para elas como é para muitas outras.

Bjkas e obrigado pelo comentário.
Paulinha

Paulinha disse...

Olá, Alexandre.

Fiquei feliz em ler o seu comentário.
Ter a visão de um homem maduro em relação ao texto foi muito importante.
É bom perceber que ainda existem homens que dão valor a mulher como um todo, não como uma embalagem descartável como tenho visto em muitas redes sociais e na mídia como um todo.
A cada dia vejo com um certo nojo (com o perdão da palavra), a forma como a mulher é citada. Por conta do comportamento de umas, a coisa se generaliza. É degradante e triste ter que reconhecer que a própria mulher se rebaixa e se permite uma promiscuidade total.
É triste e difícil conviver com isso.

Abraços e muito obrigado por participar.
Paulinha

Paulinha disse...

@Oliveira_ze

Muito obrigado pelo elogio.
Tento ver as coisas de mente aberta. Não sou perfeita e nem dona da verdade... Sou apenas uma mulher.

=)

Bjkas.
Paulinha ( @PaulaReRJ )

Wellington Camargo disse...

Paulinha, descobrindo tanta firmeza e inteligência não é difícil descobrir a verdadeira força da mulher.
Parabéns!!!

Paulinha disse...

Muito obrigado pelo comentário, Wellington.

É uma honra recebê-lo de alguém como você, inteligente e maduro.

Bjkas.
Paulinha

Cristina Ferber disse...

As mulheres comuns acabam sendo especiais por tudo aquilo que fazem pela família, pela comunidade e pelo seu homem.

Bjs. Cris

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe