Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas...

9.5.12

Desvendando a Enxaqueca

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |

Acredito que além de mim, muitas amigas leitoras e muitos amigos leitores do Blog da Paulinha já tenham sofrido desse mal, ou pelo menos conhece alguém que já tenha sofrido muito com uma enxaqueca.

É realmente uma dor constante horrível que nos faz passar muito mal, em alguns casos até nos levam às emergências hospitalares.

Mas nada melhor que a informação, não é mesmo?

Encontrei informações super interessantes no site do Dr. Gilberto Agostinho.  

Então vamos juntos desvendar esse mal e prevenir... Vamos ficar longe das crises.

Espero que ajude a todos nós. 


Bjkas.

Paulinha  

__________________________________


O QUE É ENXAQUECA?

Enxaqueca é a síndrome periódica, constituída por dores na cabeça, geralmente sentidas apenas de um lado, acompanhadas ou não de náusea e vômito. A enxaqueca pode ou não ser acompanhada por aura (pontos brilhantes; sintoma da enxaqueca que fica em média 20 minutos). Os pacientes acometidos por enxaqueca que apresentam aura são a minoria, no máximo 15%. A crise de enxaqueca tem tempo variável. Em algumas pessoas a crise de enxaqueca dura 3 horas em outras alguns dias. A dor da enxaqueca pode ser muito forte, chegando a impossibilitar o paciente de ter suas atividades rotineiras, obrigando-o a ficar isolado em local silencioso e com pouca luminosidade.

Vários pacientes relatam que antes da crise de enxaqueca sentem alteração no seu estado emocional, sentido depressão ou ansiedade, outros pacientes relatam vontade de comer doces em período anterior a crise de enxaqueca. Cada enxaqueca tem a sua característica. Mas a dor intensa é a principal característica da enxaqueca.
Os direitos autorais sobre a hp enxaqueca, cefaléia, dor de cabeça são reservados ao Dr. Gilberto Agostinho.



CAUSAS (ETIOLOGIA) DA ENXAQUECA

Não existe um consenso global quanto a causa exata da enxaqueca.

Sabe-se que a enxaqueca ocorre devido disfunção, episódica, na liberação de substancias químicas inibitórias da sensação de dor, como a beta-endorfina e a serotonina. Estas substâncias inibitórias existem para que não sintamos dores desnecessárias, como por exemplo o roçar da roupa no nosso corpo.

No indivíduo com enxaqueca há uma diminuição destas substâncias, então sentirá dor de cabeça intensa, mesmo com as funções normais (fisiológicas) do seu organismo. Por exemplo: a pulsação normal e natural nas artérias da cabeça, que é transmitida pelos nervos trigêmeos e occipitais para regiões cerebrais, será reconhecida como dor, durante as crises de enxaqueca, devido não ter ocorrido a devida inibição dessa sensação pelas substâncias inibitórias.
Porém o motivo exato destas alterações bioquímicas, causando a crise de enxaqueca, ainda não foi totalmente definido pela ciência.



ENXAQUECA E COLUNA

A porção superior da nossa coluna é muito delicada, tanto do ponto de vista da quantidade de nervos que se irradiam como de vasos que alimentam o cérebro (o sangue é o transporte do alimento).
Observe nas figuras ao lado, como os espaços entre vértebras são diminutos. A quantidade de nervos e vasos presentes nesta região é enorme. Qualquer alteração, compressão ou irritação em raizes nervosas, mesmo que de pequeno porte, acabam causando dor, que tanto pode ser apenas na região cervical (nuca) como ser dor na cabeça: cefaleia ou enxaqueca.

Mesmo uma leve espondilolistese (escorregamento latero-lateral) de alguma vértebra cervical pode resultar em cefaleira ou enxaqueca, por muitos anos. Enquanto esta alteração vertebral não for corrigida, o paciente continua com as crises de enxaqueca ou cefaleia.
Qualquer anomalia ou desalinhamento que venha a comprimir algum nervo, ou mesmo obstruir, mesmo ligeiramente, a passagem do sangue nesta região delicada (cervical), pode acarretar em cefaleia ou enxaqueca.

O Dr. Maitland (Vertebral Manipulation – Geoffrey Douglas Maitland) já realizava tratamento do que ele chamava “dor que simula enxaqueca” na década de 1960 com total sucesso. Antes dele, no final dos anos 1880, o Dr. Daniel David Palmer fundava a Quiropraxia, usando no tratamento de inúmeros distúrbios que, na época, nem se imaginava ter sua origem na coluna.

O FLUXO SANGUINEO ENCEFÁLICO E ENXAQUECA: HEMODINÂMICA ENCEFÁLICA

O fluxo sangüíneo cerebral permanece relativamente constante em todas as atividades da vida diária e no sono. Ele é determinado pela pressão de perfusão cerebral, que é a diferença entre a pressão arterial sistêmica e pressão venosa do seio sagital superior.

ENXAQUECA DEVIDO A RELAÇÃO SEXUAL
É a enxaqueca presente após (ou durante) o coito (relação sexual), pode afetar mulheres, porém é mais comum em homens.

Este tipo de enxaqueca ocorre devido a alterações hemodinâmicas (circulação do sangue) que acompanham as manobras de Valsalva que ocorrem nas relações sexuais e, principalmente, no orgasmo. 
Manobra de Valsalva, geralmente, ocorre em exercícios isométricos com a glote fechada (não deixando o pulmão expelir o ar), acarretando aumento da pressão intra abdominal devido a contração do músculo diafragma e dos músculos abdominais. Isto resulta em diminuição do retorno do sangue venoso que volta para o coração (devido a contração do m. diafrágma). Além disso, aumentará a pressão suboccipital do seio cavernoso. Podendo afetar a circulação posterior para o cérebro. 



SÍNDROMES CRANIOCERVICAL E ENXAQUECA
A Síndrome Cervical escrita por Ruth Jackson foi publicado em 1956 descrevendo vários sintomas associados com as lesões ou malformações congênitas craniocervical afetando o cérebro ( e, desta forma, causando cefaleias ou enxaqueca), afetando negativamente a hemodinâmica cerebral em duas formas:

1) Por congestão no plexo venoso vertebral, causando redução na pressão de perfusão cerebral;
2) Pela congestão venosa e hipertensão arterial no seio cavernoso suboccipital, causando compressão das artérias vertebrais e diminuindo assim o posterior suprimento sanguíneo para o cérebro. Em muitos casos, a causa da isquemia da medula espinhal é desconhecida, embora estudos recentes sugerem que alguma dificuldade na drenagem venosa pode resultar em isquemia da medula espinhal. Apesar desta circulação ter sistema redundante (a natureza nos forneceu este sistema de segurança), o sistema de drenagem venosa da medula espinhal, é um sistema suscetível a ligeira compressão, e até mesmo uma ligeira elevação da pressão.
Além disso, foi demonstrado que curvatura anormal da coluna pode causar estenose funcional, e aumentar a pressão no plexo venoso vertegral, desta forma, levando a enxaqueca ou cefaleia.
A síndrome Craniocervical, portanto, pode desempenhar um papel significativo na enxaqueca, dores de cabeça (cefaleia), assim como muitas outras doenças degenerativas do cérebro.


ALIMENTOS E ENXAQUECA

De acordo com artigo da revista neurologia ( Barcelona),de maio 1996. Autores: R Leira; Rodriguez R.

"Alguns alimentos em nossa dieta podem desencadear ataques de enxaqueca em pessoas sensíveis, através de uma reação alérgica.
Substâncias presentes nos alimentos podem ser a causa de alterações no tônus vascular e trazer enxaqueca. Entre essas substâncias estão a tiramina, fenilalanina, aditivos alimentares (nitrato de sódio, glutamato monossódico, aspartame), queijo, frutas cítricas, banana, carne seca, produtos lácteos, cereais, feijão, cachorro quente, pizza, chá, cafeína, chocolate, vinho tinto, cerveja, uísque, destilados em alambiques de cobre.
Outro motivo para a enxaqueca é a hipoglicemia."
Concordo caro leitor, a lista de alimentos que possam desencadear enxaqueca é muito grande. Na minha opinião é mais prático tratar o indivíduo com predisposição à enxaqueca do que privá-lo de quase todos alimentos.
O tratamento da enxaqueca executado neste consultório visa adaptar o corpo do paciente às inúmeras variáveis que a vida nos envolve, inclusive alimentação.


AVALIAÇÃO DA ENXAQUECA

Para sabermos a causa da enxaqueca se faz necessário:

Avaliação minuciosa da coluna vertebral para detectar se a enxaqueca ou cefaleia é originada em causa mecânica (enxaqueca de etiologia nas estruturas vertebrais) ou idiopática (que seria as disfunções bioquímicas).
Observação de membros e articulações do corpo. Como exemplo posso citar que algumas vezes é detectada diferença de comprimento das pernas, causando curvaturas patológicas na coluna, levando à alterações cervicais, que resultam em enxaqueca ou cefaleia.
Nesta avaliação inicial da enxaqueca será informado ao paciente qual dos dois tratamentos naturais necessita:


TRATAMENTOS DA ENXAQUECA E CEFALÉIA

Dependendo da causa da enxaqueca, conforme parágrafo acima, será utilizado trataento específico:

1) Para enxaqueca com causa na COLUNA ou HEMODINÂMICA: A causa deste tipo de enxaqueca / cefaleia é solucionada através de técnicas específicas de manobras na coluna como um todo. Nesta clínica usamos a junção das principais técnicas de ajustes vertebrais, que são : Quiropraxia + Osteopatia + RPG somadas à Acupuntura.
A soma destas técnicas consegue tirar a causa, tendo como resultado a cura da enxaqueca. Muitos pacientes, quando recebem esta explicação sobre enxaqueca, ficam perplexos, acham impossível uma alteração estrutural mínima na sua cervical, causar sua enxaqueca ou cefaleia. Somente após algumas sessões, sentindo os resultados iniciais, conseguem acreditar. O tratamento da enxaqueca ou da cefaleia pode demorar vários meses para terminar, porém já após algumas semanas o paciente nota diminuição progressiva das dores de cabeça da cefaleia ou de todos sintomas da enxaqueca.

2) Para enxaqueca de causa bioquímica e alimentar (como citado acima é de causa idiopática): como a causa desta enxaqueca não é estrutural, seu tratamento consiste em sessões de Acupuntura específica para enxaqueca / cefaleia e que pode ser com ou sem agulhas, o paciente escolhe este detalhe. A Acupuntura tem a função de fazer equilíbrio energético (a eletricidade do nosso corpo). Esta eletricidade é que controla todas as funções bioquímicas do nosso organismo. Como citado acima, a enxaqueca tem desequilíbrio bioquímico. A partir do momento que o organismo volta ao seu equilíbrio elétrico (que comanda a parte bioquímica) a enxaqueca deixa de existir.
Já conheci muitos pacientes que vieram me procurar já desiludidos com acupuntura, pois tentaram tratar a enxaqueca apenas com acupuntura em determinadas clínicas, porém sem resultados. TODOS estes pacientes tinham alterações na sua coluna, mesmo que mínimas.
A acupuntura é maravilhosa, porém quando a enxaqueca ou cefaleia tem causa estrutural, apenas acupuntura não adiante, precisa a soma dos dois tratamentos, como citado no item 1 acima. Quando a enxaqueca for de origem bioquímica (alimentar) a acupuntura sistêmica oferece resultados incrivelmente maravilhosos. 
Ao invés do paciente deixar de ingerir os alimentos causadores de enxaqueca, simplesmente fazemos o corpo do paciente não reagir negativamente à ingestão destes alimentos.
O corpo da pessoa deve estar apto a se alimentar normalmente, da mesma forma que muitos outras pessoas se alimentam normalmente o paciente que sofria de enxaqueca passa também a poder comer o que preferir, sem se preocupar com dor de cabeça.
Nosso corpo não funciona apenas com o fator químico-biológico, mas também com eletricidade. Esta energia eletrônica controla todas as outras funções e a Acupuntura, controlando a energia, consegue comandar as funções do organismo.
Pela ótica da medicina tradicional Ocidental, explica-se que os estímulos da acupuntura na enxaqueca ou cefaleia resultam na produção de:
- substâncias que agem sobre neurotransmissores e neuromediadores, restabelecendo o bom funcionamento das funções que estavam alteradas,
- corticóides naturais (fabricados pela supra renal do próprio paciente) com grande ação anti-inflamatória,
- analgésicos internos (os efeitos da Acupuntura são iguais aos da serotonina, neuromediador produzido em nosso cérebro).




DICAS SOBRE ENXAQUECA E CEFALEIA

A intenção destas dicas sobre enxaqueca tem a única intenção de ajudar a evitar situações que venha a desencadear a enxaqueca ou cefaleia. De forma alguma visa substituir o tratamento médico adequado.


A pimenta vermelha (Capsicum annum) para enxaqueca: é um eficaz redutor da dor da enxaqueca, contém capsaicina, um composto que se crê bloqueador da transmissão de dor no nervo. De acordo com um estudo publicado em 1992 a revista,Cephalalgia, a dor e gravidade das cefaleias ou enxaquecas foram reduzidas de forma significativa nos pacientes que receberam tratamentos tópicos de capsaicina por sete dias. Comprar ou fazer um bálsamo contendo Capsicum annum e massagear a região dolorida durante um ataque de enxaqueca. Sempre lembrando de consultar um médico qualificado se quiser experimentar este procedimento anti enxaqueca em casa, pois os efeitos secundários podem incluir queima na área de aplicação.

Hortelã (Mentha piperita) na enxaqueca: Menta pode ser usada tanto interna como externamente para ajudar na diminuição da crise de enxaqueca. Contém mentol, que é um redutor da dor, e também reduz a náusea. De acordo com um estudo publicado em 1994 na revistaCephalalgia, Uma combinação de óleo essencial de hortelã-pimenta e etanol ou mesmo azeite extra virgem, reduz significativamente a sensibilidade às enxaquecas e cefaleias em pacientes que aplicaram a solução tópica na testa. O ideal é executar este procedimento ao primeiro sinal de uma crise de enxaqueca, mas pode ser utilizado em qualquer momento do ataque. Outra forma de utilizar a hortelã-pimenta para enxaqueca é consumir chá de hortelã. Não é recomendado utilizar qualquer procedimento na crise de enxaqueca sem supervisão médica.

Gengibre (Zingiber officinale) para enxaqueca: Uso comum no alívio de dor e náuseas, principalmente da enxaqueca e cefaleia. Embora haja pouca investigação científica sobre gengibre como um remédio natural para enxaquecas, foram realizados estudos de laboratório sobre a sua capacidade para reduzir a dor, e como um anti-inflamatório. Um estudo publicado em 2005 Journal of Medicinal Food afirma que um extrato feito a partir de raiz de gengibre é muito útil como anti-inflamatório. Também é conhecida por ajudar no alivio da crise de enxaqueca ou cefaleia. Recomenda-se comer uma colher de chá de raiz de Gengibre por dia, nos alimentos. Lembrando que em crises de enxaqueca deve-se procurar ajuda do seu médico.

COMPROVAÇÕES CIENTÍFICAS NOS TRATAMENTOS DA ENXAQUECA E DA CEFALÉIA:




QUIROPRAXIA E OSTEOPATIA NA ENXAQUECA E CEFALÉIA

Alguns estudos, mostram resultados nos tratamentos com Quiropraxia. Um estudo da Northwestern College of Chiropractic, em Bloomington, Minnesota, comparou o tratamento com Quiropraxia com o uso de amitriptilina, um antidepressivo comumente usados para tratar enxaquecas. O estudo constatou que a Quiropraxia foi tão bem sucedida como a droga, porém sem os efeitos colaterais da mesma.

ESTATÍSTICA DE TRATAMENTO DE DORES DE CEFALÉIA E ENXAQUECA USANDO ACUPUNTURA

Em 123 casos de dor de cabeça severa observados, 105 obtiveram total recuperação ou efeito marcante, 11 obtiveram uma melhora e apenas 7 não conseguiram resultados significantes. Então o grau de efetividade foi de 94,3% (fonte:liaoning journal of traditional chinese medicine,11 1983). Existem vários outros estudos científicos comprovando a efetividade do tratamento com acupuntura nas dores de cabeça.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe