Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas e tudo mais.

11.7.12

Fabio Andrade, em Entrevista.

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |


Como prometido aqui, o Blog da Paulinha entrevistou o candidato ao cargo de Vereador pelo Rio de Janeiro, Fabio Andrade.
Mais uma vez, devemos ressaltar que o Blog da Paulinha não apoia nenhum candidato ou partido político, o nosso papel é apenas o de ajudar os eleitores a conhecer um pouco mais sobre as pessoas que estarão falando por nós.
Vale ressaltar que ele respondeu as perguntas propostas. O Blog da Paulinha não editou ou alterou as respostas dadas pelo candidato. 
Vamos a entrevista.


1. Por favor, identifique-se dizendo seu nome, estado civil, idade, cidade natal e em qual estará concorrendo nas próximas eleições.
R. Sou Fabio Andrade, nº 12346, candidato a vereador pelo Rio de Janeiro, minha cidade natal. Tenho 24 anos, sou solteiro e pretendo fazer uma campanha que entrará para a história.

2. O Sr. (Sra.) pretende concorrer a qual cargo público?

R. Vereador do município do Rio de Janeiro.

3. Por que resolveu concorrer a este cargo?

R. Porque estou cansado de ver a política desse jeito horroroso. 

4. Quais características pessoais ou convicções que lhe levaram a cogitar esta candidatura e ser merecedor dela?
R. Devido a meu histórico de lutas, meus amigos sugeriram que eu me candidatasse. Quando tomei a decisão, entrei de cabeça no processo. Sou merecedor, pois, além de ter uma proposta inovadora e diferente, tenho um histórico de atuação, já que fui Presidente do Diretório Acadêmico do CEFET/RJ, sou assessor do meu Sindicato e fiz esses trabalhos com muita ética e transparência. 


5. O Sr. já concorreu em alguma eleição antes? Qual foi o resultado? O que espera nesta eleição?
R. É a primeira vez que me candidato a um cargo público. Não poderia ter sido em melhor época, pois acredito que esta eleição será uma eleição conectada. Conforme pesquisas, 70% do eleitorado do Rio de Janeiro está presente nas redes sociais. Espero que isso mude os rumos da política no Brasil. 


6. Por favor, nos informe qual a sua plataforma política e as suas pretensões, caso eleito. 
R. Ética, moralidade, transparência e Educação. Esta última em especial é a solução para todos os nossos problemas. E as primeiras deveriam estar presentes nas plataformas de todos os candidatos, pois trabalhar com ética, transparência e contra a imoralidade política deveriam ser características básicas de cada representante da sociedade. 


7. Caso seja possível, informe o partido político a qual é afiliado e porque resolver escolhê-lo para se afiliar. 
R. Getúlio Vargas, Cristovam Buarque e Reguffe foram os motivadores para a minha filiação ao PDT. O primeiro, por ter sido um grande líder que governou em prol dos mais necessitados. O segundo por seu apelo incansável pela Educação, e o terceiro por se mostrar um político com princípios, que assim como eu, abriu mão dos benefícios imorais (14º e 15º salário, verba disso e daquilo) que os parlamentares recebem. Depois fui aprender sobre Brizola e Darcy Ribeiro, e acredito estar no partido certo. 


8. Na sua visão, qual o setor necessita de maiores cuidados na Cidade onde o senhor concorrerá? (Educação, Segurança, Saneamento Básico, Transporte, Trânsito, etc.)
R. Sem dúvidas a Educação. Este é o setor mais necessitado em nosso país. Precisamos inundar o país de consciências esclarecidas, dizia Brizola. E este também é meu lema.


9. Caso eleito, o que o Sr. pretende fazer para resolver este problema?
R. Pretendo lutar para aumentar os investimentos em Educação no nosso município. O Governo Federal orienta para que os municípios invistam 25% do orçamento em Educação. Hoje, o Rio de Janeiro investe 20%. Lutarei para elevar este valor. Também tenho um projeto para incluir a disciplina Cidadania no currículo do Ensino Fundamental. Assim, ensinaremos às nossas crianças os direitos e deveres de um cidadão, como se organiza o Estado e o funcionamento da Justiça. Além disso, é necessário aumentar o piso salarial do professor. Precisamos de professores mais motivados e engajados com a luta pela transformação que nossa sociedade precisa, assim como precisamos de profissionais mais preparados para o exercício do magistério. É claro que eu gostaria de que fosse feita uma revolução na Educação, mas sei que num primeiro momento isto será difícil. Então pretendo inciar os debates na Câmara para que esta reforma comece a ser discutida. 


10. O Sr. acredita que Leis são suficientes para resolver problemas relacionados a Segurança e Trânsito?
R. O problema da segurança vem sendo tratado pelo Governo do Estado, e além das UPPs, precisamos que a cidadania seja levada para dentro das comunidades. Isto significa levar creches, escolas, postos de saúde, parques, dentro outros para que o Estado se instale dentro das comunidades, e assim o tráfico não entrará nelas. Já o problema do transporte é mais grave. Temos uma cidade onde o meio de transporte principal é o terrestre. Existe uma máfia de empresas de ônibus que estão aliadas ao poder público de forma que não são cobrados para que ofereçam um transporte digno para as pessoas. Além disso, as obras do metrô são insuficientes, pois não acompanham o crescimento da cidade. Precisamos um metrô em malha em vez de metrô em linha. As BRT's desafogaram um pouco o trânsito, mas ainda precisamos trabalhar muito para chegarmos a um nível suficiente para a satisfação das pessoas.


11. O Sr. acredita que a Educação é a chave para uma cidade civilizada? Por que?
R. Como eu já respondi acima, a Educação é a solução para todos os nossos problemas. Com cidadãos esclarecidos, escolheremos melhores representantes, e assim as políticas públicas caminharão para o progresso e para as melhorias que estamos precisando, seja em infra-estrutura, seja em saúde, transporte, lazer, habitação, enfim, em tudo.


12. Em relação a Saúde Pública de um modo geral, como o Sr. vê as condições dos postos, emergências e hospitais?
R. Veja bem, não serei falso em dizer que conheço plenamente a situação dos hospitais e postos de saúde. Mas sendo um usuário de plano de saúde, isto basta para mostrar que não confio no serviço público de saúde. Pretendo votar de maneira honesta e com ética política, para que sejam destinados os investimentos merecidos para a saúde. Também precisamos fiscalizar as prestadoras de serviço que tem contratos com os hospitais, pois como vimos recentemente, a pratica de corrupção para beneficiamento em licitações é constante.


Caso seja candidato ou conheça algum que deseje ter a sua plataforma política e as suas propostas, caso eleito, expostos numa entrevista ao Blog da Paulinha, entre em contato pelo e-mail mapalu@ig.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe