Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas...

17.8.11

Azeite, uma opção saborosa e saudável para culinária do dia a dia

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |


azeite

Além de agregar sabor aos alimentos o azeite de oliva que é sinônimo de saudabilidade e sabor, resiste melhor ao aquecimento do que a maioria dos óleos vegetais 
A fritura é considerada a vilã da alimentação. Mas quando feita com azeite e consumida com moderação ameniza o impacto na saúde, se comparado as outras opções de óleos que saturam mais facilmente, em temperaturas mais baixas. Todos os tipos de óleos contêm combinações diferentes de ácidos graxos saturados, monoinsaturados e poliinsaturados. O primeiro (saturados) não tem dupla ligação entre seus átomos  de carbono, o segundo (monoinsaturados) tem apenas uma ligação e o terceiro (poliinsaturados) tem várias. Essas duplas ligações em particular sob carga térmica são sujeitas às reações químicas de hidrogenização. 
O azeite de oliva é rico em gordura monoinsaturada, a mais saudável de todas as gorduras,  agüenta maiores temperaturas sem oxidar porque ele cria uma película envolvente no alimento, que impede que este se encharque de gordura, explica o nutrólogo e cardiologista do Hospital do Coração, Daniel Magnoni. O azeite de oliva, formado majoritariamente por ácidos graxos monoinsaturados, é um óleo bastante estável para fritura, pois demonstra maior resistência às altas temperaturas.  
A contra-indicação do uso do azeite em frituras, segundo o nutrólogo, é um mito.  O azeite 100% puro pode e deve ser usado em frituras porque só satura e perde suas propriedades a partir de temperaturas muito elevadas, afirma Dr.Magnoni. Já os extra-virgens são adequados para temperos e degustação, pois além da qualidade ser elevada ele tem um aroma e sabor mais acentuado. Eles possuem também os antioxidantes, relacionados, segundo o nutrólogo, a aumentar o colesterol bom e bloquear a ação dos radicais livres. 
Benefícios do azeite de oliva: 
Além de ser um alimento funcional natural, com alto teor da gordura que faz aumentar o colesterol bom conhecido por HDL, ao consumir o azeite de oliva estamos inserindo 77% de gordura monoinsaturada, 14% de saturadas e 9% de poliinsaturadas, o que torna o óleo mais saudável em relação aos outros. Isso faz desse óleo milenar uma ótima opção para os adeptos da cozinha saudável.
Dicas do especialista:
• O azeite deve ser aquecido a fogo moderado e não em fogo alto;
• Nunca se deve deixar fumegar o azeite já que isto significa que se chegou a uma temperatura crítica e, portanto, propícia a formação de substâncias, sabores e odores indesejáveis;
• O azeite deve ser filtrado imediatamente depois de ser utilizado para evitar os restos de alimentos que podem acelerar sua degradação;
• O azeite de oliva pode ser reutilizado, uma vez que tenha se tomado todos os cuidados anteriores, até um máximo de cinco a seis frituras. O ideal é que seja reutilizado um número menor de vezes possível.
 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe