Blog da Paulinha

Críticas, Dicas, Vídeos, Notícias, Receitas e tudo mais.

28.3.12

Etiqueta à mesa

Postado por Paula R. Cardoso Bruno |

Escolher e utilizar corretamente os talheres é fundamental para as boas-maneiras à mesa.

Os talheres variam em tamanho e forma segundo suas finalidades, e são dispostos numa certa ordem sobre a mesa, junto ao prato da refeição (fig. 1)

A ordem é simples: garfos e facas ficam nos lados correspondentes às mãos que vão utilizá-los para cortar, não para comer. 

O garfo, seguro na mão esquerda, retém a peça que é cortada com a faca segura na mão direita. 
As pessoas destras mudam o garfo de mão, passando-o para a direita, para levar o alimento à boca, e deixam a faca descansando sobre a borda superior direita do prato (fig. 3), enquanto comem.

Quando vão cortar novamente a peça de alimento, fazem voltar o garfo para a esquerda e utilizam a faca com a mão direita.

O procedimento acima descrito é o que é usado no Brasil e na maioria dos países da América do Sul e do Norte, e da Europa, salvo a França e os países de influência cultural francesa. 
Na França e nos países de cultura francesa o garfo fica na mão esquerda não apenas quando se corta a carne ou outro alimento, mas também para comer, com uma particularidade a mais.

Mostrando grande habilidade, os franceses conseguem equilibrar a comida sobre o ado convexo do garfo! Gastam um tempinho arrumando a montanhazinha de comida no lado inverso do garfo, seguro pela mão esquerda, com o auxílio da faca segura pela mão direita. Portanto, para imitar os franceses, não basta comer com a mão esquerda: é preciso também saber utilizar o garfo com o lado convexo para cima.

A disposição dos talheres junto ao prato, e a posição dos copos e do pratinho de pão seguem o esquema da
figura 1. A arrumação dos talheres deve ser feita em conformidade com o cardápio a ser servido, por exemplo: se você não for servir ostra ou peixes, não há necessidade de colocar esses talheres. Ou se o prato foi somente peixe, não precisa colocar talheres de carnes
Uma refeição completa compreende vários pratos e esta é a razão de tantos talheres, e de eles variarem de forma e tamanho, como mostra a figura 1
Na figura estão dispostos os talheres para um almoço ou jantar informal de quatro pratos: a ostra como aperitivo, uma sopa ou caldo como entrada, o primeiro prato e o prato principal.

 Os copos são para água e duas qualidades de vinho. A ordem dos talheres e dos copos é a mesma em que os pratos serão servidos: os primeiros talheres a serem usados são os mais afastados do prato.

O pequeno garfo de três dentes (1) é o usado para comer ostras; a colher (2), para a sopa; a faca e o garfo mais externos (3 e 4) serão para o primeiro prato, geralmente uma carne branca como peixe ou frango. Se for peixe, esse jogo de talheres será trocado pelo que é próprio para comer peixe.


Fig. 1
A faca e o garfo mais próximos do prato (5 e 6) são para o prato principal. Os demais talheres e utensílios são a faca de manteiga (7); o guardanapo (8); o sous plat ou prato de serviço (9); o prato de pão (10); e os copos, o de pé maior (11), para água;. o copo médio (12) para o vinho tinto que acompanha o prato principal;. e o copo de pé menor (13), para o vinho branco que acompanha o primeiro prato. O prato de serviço ou sous-plat funciona como uma bandeja para os pratos de refeição. Sobre ele é colocado o prato de sopa e, na seqüência, o primeiro prato e o prato principal. É removido junto com este último, antes da sobremesa.
O talher usado nunca é deixado sobre o forro da mesa. Nos intervalos em que não está a ser usada, a faca é deixada obliquamente em dois pontos de apoio sobre a borda, na posição da corda de um arco, a ponta para o lado mais afastado do prato e o cabo na borda direita.

Se você descansa ambos os talheres por algum motivo, como para usar o guardanapo, partir o pão, etc., o garfo é colocado fazendo um triângulo com a faca, esta na posição oblíqua já descrita da corda de um arco de flecha, e o garfo direcionado para a frente, com o cabo voltado para você (Fig. 2).


Fig. 2
Durante uma troca de pratos, ou se a pessoa estende o prato para facilitar ser servida, deve reter consigo os talheres. Existem vários tipos de descansos para talheres, em metal e mesmo esculpidos em ágata, para serem usados nesse momento (fig. 3). Se não houver descansos para talheres, segure-os juntos, na mão esquerda., em posição horizontal ao nível da mesa, e não na vertical.

É o que aconselho porque me parece igualmente ruim sujar o sous plat ou prato de serviço com alguma particula ou gordura dos talheres.O que nesse caso se aplica aos talheres, aplica-se também aos pauzinhos, na comida japonesa. Porém, como os pauzinhos são redondos, o descanso é côncavo, na forma de lua crescente; para os talheres ele pode ser horizontal, mas o modelo arqueado é mais seguro para evitar que as peças caiam sobre a toalha.


Fig. 3
Ao terminar uma refeição, a pessoa deixa o garfo e a faca unidos em paralelo, dentro do prato, com os cabos apoiados na borda do lado direito, aproximadamente na direção 4:20 horas. A etiqueta recomenda que o lado cortante da faca esteja voltado para o interior do prato e o garfo com os dentes para cima (Fig. 4). É considerado reprovável deixar os talheres inclinados, com as pontas apoiadas nas bordas, do lado de fora e de cada lado do prato, como as asas abertas de uma ave. Os talheres de sobremesa são trazidos à mesa junto com o prato de sobremesa. 

Mas podem também ser deixados na mesa desde o início da refeição, colocados logo acima do prato de serviço, linearmente entre o pratinho de pão (ou de manteiga) e os copos. Os cabos da colher e da faquinha de sobremesa são voltados para a direita e o cabo do garfo para a esquerda.


Fig. 4
A taça da sobremesa terá por baixo seu próprio prato de serviço. Neste caso, a colher utilizada é deixada, ao final, sobre esse prato de serviço, e não na taça em que a sobremesa foi servida.



Fonte

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Subscribe